0

Vale a pena comprar um Tablet Kindle Fire HD?

Ainda é recente a chegada da Amazon no Brasil, que vende e-books e e-readers e lançou há pouco tempo no país a versão mais avançada do já conhecido Kindle, o Kindle Paperwhite, que está custando R$479,00 em sua versão simples com Wi-Fi.

Isso nos leva a crer que não demorará muito até que ela traga sua linha de tablets para venda nacional. A tablet Kindle Fire já é conhecida internacionalmente, mas obteve um alcance tímido entre os consumidores, não conseguindo se posicionar entre os concorrentes de peso, como o famigerado iPad e o Google Nexus.

Porém, a nova versão da tablet Kindle, o Kindle Fire HD, chegou para competir entre nomes já citados como iPad, Nook HD e Google Nexus 7.

Prós do Amazon Kindle Fire HD

  • A tela com aparência mais impressionante dentre tablets de 7”;
  • Os alto-falantes são excelentes;
  • Interface refinada.

Contras do Amazon Kindle Fire HD

  • A performance é meio leita, as vezes;
  • Menos confortável para manejar do que o Google Nexus 7;
  • A app store é limitada, significando que alguns aplicativos e jogos que provavelmente você iria querer ao menos experimentar, poderão não estar disponíveis.

A versão original do Kindle Fire deixa aquela sensação de “produto lançado às pressas”, mas foi a tentativa melhor sucedida de entregar o conteúdo da Amazon, tal como vídeos, músicas e e-books. O Kindle Fire HD melhora a versão original em praticamente cada aspecto, o que melhorou o desempenho do sistema.

Tablet Kindle Fire

Membros Prime da Amazon procurando por sanar sua fome por filmes, programas de TV, música e livros não precisam continuar sua busca. Com um enorme catálogo de midia disponível, você não só “matará sua fome”, como precisará controlar sua gula.

De qualquer maneira, e isso é algo pessoal, com Android OS, GPS, NFC e acesso completo à Google Play store, o Nexus 7 me parece mais sexy e sedutor.

Assim como disse na review do Google Nexus 7, não é uma questão de qual tablet é melhor, mas sim uma questão de qual tablet é a melhor para você, qual atende melhor as suas necessidades.

O Amazon Kindle Fire HD no Brasil só pode ser comprada pelo Mercado Livre por preços que variam entre R$650,00 para produtos novos e R$550,00 para produtos usados. Internacionalmente falando, você pode comprar por $199 tanto pela Amazon quanto pela Best Buy. Claro, isso em sua versão de 16GB.

O Kindle Fire HD possui um dos “corpos” mais extensos dentre as recentes tablets de 7” lançadas, incluindo a Nexus 7. As bordas superiores e inferiores (segurando a tablet como um mobile) são desnecessariamente grandes, o que ajuda com que ela não seja tão confortável para segurar e manejar como a tablet do Google. Isso sem contar que ela também é um pouco mais pesada que a Nexus 7.

As bordar arredondadas e chanfradas são a moda da vez, para qualquer tablet. Isso faz com que as tablets pareçam mais finas do que são realmente, mas como a Amazon Kindle Fire HD já é mais fina do que sua versão original e a nova tablet do Google, essa estratégia não foi nada que desse “aquele toque especial” na aparência.

Tablet Kindle Fire da Amazon

Ao longo da extremidade inferior, bem no meio, existem uma porta Micro-USB e uma Micro-HDMI. Na extremidade direita, de cima pra baixo encontramos a entreda para headphone, o ajuste de volume e o botão para desligar/bloquear o aparelho. Os botões desligar/bloquear e de ajuste de volume ficam muito rentes às bordas, o que os torna meio “camuflados”, até um pouco difíceis de serem encontrados sem um pouco de atenção. Na parte superior existe uma entrada para microfone.

A parte de trás é lisa e nem chega perto da textura de couro plástico do Nexus 7 ou da de borracha do Kindle Fire original. A grande de dois centímetros contendo os alto-falantes nas extremidades direita e esquerda da parte traseira terminam o acabamento da tablet.

Infelizmente, por algum motivo desconhecido (ou conhecido como “falta de planejamento”, “inexistência de testes de usabilidade”, “estagiário no comando” ou ainda “whatever”) a Amazon não incluiu uma entrada para recarga, uma alternativa que não a única ofecida por eles, a Micro-USB-to-USB. Quem recarrega o celular ou o tablet pelo computador sabe que é um processo muito mais demorado do que a simples e boa tomada de energia. De qualquer maneira, sempre existirão os adaptadores que, claro, não vem com a tablet, mas é possível encontrá-los aos montes internet afora.

A Amazon praticamente recriou a interface do Kindle Fire original. É mais suve, simplificada e mais madura, por asim dizer, separando-se da qualidade praticamente de brinquedo que a original tinha. Imagens e textos são mais nítidos, graças à resolução e contraste maiores na tela. A interface de carrossel continua, mas desliza mais rápido e parece mais lisa, com ícones de aplicativos renderizados em alta resolução e menos “pixelizado”. Você pode simplesmente adicionar ou remover os aplicativos de acordo com a sua necessidade, e eles aparecerão na parte de baixo da tela, ou seja, você pode criar a sua área de trabalho, assim como já acontece com outros sistemas operacionais mobile.

Livros, documentos, música, vídeos, notícias, aplicativos e navegadores ficam na parte superior da aba de opções, que possui agora opções de shop, games, audiobooks, fotos e ofertas. A busca é excelente, permitindo você procurar tanto em suas livrarias, quanto na web e na loja da Amazon. Claro, vale sempre a pena lembrar que você encontra livros gratuitos para download procurando nos lugares certos.

Há problemas, logicamente. A interface é lenta em algumas horas, a tela não responde tão bem ao toque quanto poderia ou deveria. As vezes ela não identifica o toque em algumas abas e exige uma paciência maior do usuário. Além disso, a simplicidade da interface, apesar de ser um ponto positivo, também mostra em determinados momentos o quanto poderia ser melhor. Entrando em uma aba de conteúdo, por exemplo, você não pode ir diretamente para outra sem ter que retornar ao ponto de partida.

A interface simplificada do Fire HD não é a única coisa que separa esta tablet da Amazon de outras encontradas no mercado. Alguns softwares foram adicionados para dar um “Q a mais”.

Com o “Raio-X para livros” você consegue maiores informações sobre os personagens, termos ou menções históricas, além de demarcar exatamente onde ele está, podendo pular diretamente para o local em questão. Para amantes da leitura, eis algo muito útil, mas a possibilidade de uma busca por termos específicos deveria estar no topo da lista de afazeres da Amazon para os próximos melhoramentos.

O “Raio-X para filmes” é imensamente menos útil. Ele é simplesmente integrado com o IMDB e traz as mesmas informações contidas lá. Não me darei ao trabalho de detalhar exatamente as poucas funcionalidades.

Outro adicional legal que a Amazon deu para o Kindle Fire HD é a “Litura Imersa”, que combina o audiobook com a versão Kindle do livro, trazendo uma experiência realmente única ao usuário e ainda indisponível em qualquer outra tablet. Mas, para não dizer que não falei das flores, isso requer que o usuário possua ambas as versões do livro, ou seja, você precisa querer MUITO usar essa vantagem para comprar as duas versões do mesmo livro. A Amazon está até dando um certo incentivo, cobrando mais barato na versão em audio para quem já possui a versão Kindle.

Para os amantes da vida social e de fotografias, você pode importar suas fotos diretamente do Facebook para o seu Amazon Cloud Drive, possibilitando que você vejas as fotos por ele, junto com qualquer outra foto que você tenha. Infelizmente, ao importar do Facebook você não pode escolher quais fotos você quer, ele simplesmente importará todas.

O Amazon Kindle Fire HD possui, basicamente falando, quatro versões ou modelos, como você preferir chamar. O que muda entre eles? Não muita coisa, mas para você pode fazer a diferença. A primeira diferença entre elas, claro, é o preço. A mais barata é a versão de 16Gb com anúncios inclusos, ou seja, essa versão exibe anúncios na tela, espécies de pop-ups que você não tem escolha de ver ou não ver. Porém, se você já sabe que isso te irrita, pode optar por pagar um pouco a mais e não ter esse desprazer. A outra versão é de 32Gb, contendo as mesmas implementações de com/sem publicidade obrigatória.

Comprar o Tablet Kindle Fire no Mercado Livre

Para os gamers de plantão, a performance em games desta tablet comparada com a Nexus 7 é menor. Se uma de suas principais preocupações é essa e, até neste ponto você estava fortemente inclinado a optar pela Fire HD, sinto-lhe dizer que esta não é a melhor opção para você. Os gráficos e a velocidade são bem inferiores aos da Nexus 7, não deixando o jogo “injogável”, mas tornando-o menos prazeroso.

Já os alto-falantes são excelentes. Claro, comparados com os de tablets da mesma categoria. Eles entregam um som limpo e com um ótimo volume, mas espero que quando você quiser utilizar todo esse potencial do volume, você não esteja em lugares públicos, e, se estiver, que EU não esteja nele. Como a tablet possui bordas chanfradas e os alto-falantes se prolongam entre as costas e as laterias, o som não fica abafado quando a tablet está sobre uma mesa, por exemplo. Parece que o pessoal da usabilidade que esqueceu de dar atenção para as opções para recarregar a tablet se empenhou bastante na parte do som.

Resumo da Obra: Com uma tela linda, interface refinada e simplificada e grande quantidade de opções para consumo de midia, o Amazon Kindle Fire HD é aquilo que sua versão anterior poderia ter sido, e se esperava que fosse. Para você, amante da leitura e do conteúdo Amazon, é uma boa opção.

Categorias: Informática, Tablets Tags: , ,

Deixe um comentário

Enviar Comentário

© 2017 Dicashop. Todos os direitos reservados..